novak-djokovic

Novak Djokovic pode chegar a ser o melhor da história?

As ambições do tenista sérvio Novak Djokovic começaram ainda quando criança, quando ele sabia exatamente quem queria ser: Pete Sampras, na época número 1 do ranking, campeão de Wimbledon e considerado o melhor tenista do mundo.

Ao que tudo indica, o sérvio parece estar no caminho certo para alcançar seu ambicioso objetivo. Hoje, 2016, ele ocupa o primeiro lugar do ranking, e com suas brincadeiras e jeito extrovertido de ser, conquista o público por onde quer que passe. Mas será que isso é suficiente para que Djokovic se torne o melhor tenista da história?

Títulos de Novak Djokovic

Em termos de títulos, o tenista soma uma quantidade impressionante. Desde 2007, Djokovic já participou de 21 finais da Grand Slam, vencendo 12 e perdendo nove:

Títulos
Ano Grand Slam Adversário na final
2008 Australian Open J. Tsonga
2011 Australian Open A. Murray
2011 Wimbledon R. Nadal
2011 Us Open R. Nadal
2012 Australian Open R. Nadal
2013 Australian Open A. Murray
2014 Australian Open R. Federer
2015 Wimbledon A. Murray
2015 Us Open R. Federer
2015 Australian Open R. Federer
2016 Wimbledon A. Murray
2016 Us Open A. Murray

Repare que dos 12 títulos, apenas o primeiro, em 2008, não foi contra Nadal, Federer ou Murray na final. Uma bela amostra do quanto estes jogadores vêm monopolizando o topo do ranking mundial nos últimos anos.

Quando falamos em outros torneios, os números são ainda mais significativos, já que foram 54 torneios ganhos desde 2006, sendo 1 título em Tennis Masters Cup; 5 em ATP World Tour Finals; 1 em ATP Masters Series; 30 em ATP World Tour Masters 1000; 1 ATP International Series Gold; 12 em ATP World Tour 500 Series; 1 em ATP International Series; 7 em ATP World Tour 250 Series.

Visite o site oficial de Novak ou confira os sites oficiais de seus 3 principais adversários: Roger FedererRafael NadalAndy Murray

Recordes de Novak Djokovic

Todos esses títulos se traduzem no estabelecimento e quebra de vários recordes por Djokovic, tais como:

djokovic– 3° maior vencedor em torneios de quadra rápida, com 49 títulos;
– tenista com maior percentual de vitórias na carreira, com 82,91% de sucesso;
– maior vencedor do Torneio ATP Master 1000, com 30 vitórias;
– maior vencedor de partidas consecutivas no Torneio ATP Master 1000;
– jogador com o maior ganho financeiro em uma temporada, com $21,592,125 em 2015;
– único tenista masculino a conquistar 6 vezes o Aberto da Austrália;
– único tenista que já realizou 15 finais consecutivas em uma só temporada, em 2015;
– tenista com maior renda da história, com premiação de $101,917,404 até junho de 2016.

Djokovic x Federer

Apesar de todos os títulos e recordes conquistados, Djokovic ainda não conseguiu superar seu adversário Federer, que em 2010, com 29 anos (idade atual de Djokovic), já havia conquistado 16 títulos em Grand Slam, quatro a mais. Contudo, é necessário lembrar que o sérvio, ao que tudo indica, ainda tem alguns anos de carreira pela frente, ou seja, existe sim a possibilidade de ele ultrapassar as marcas de FedererClique aqui para conferir nosso post sobre o Federer.

Previsões para Novak Djokovic

Se o tenista continuar com a mesma taxa de êxito que tem tido até agora, tudo indica que ele pode entrar para a história do esporte como o melhor tenista do mundo. Aliás, esta é uma previsão reforçada pelo próprio Federer, que disse que Djokovic “Vai ser um dos maiores da história, tenho certeza de que ainda haverá muitos bons anos para ele”, e Gustavo Kuerten, que afirmou que o jogo do tenista é quase perfeito e seu jogo mental o torna imbatível.

Mas se essas previsões serão realmente confirmadas só o tempo irá dizer. A única coisa que nos resta é sentar e assistir ao espetáculo! 🙂

Gostou do post? Preencha o formulário abaixo para receber artigos como este e: O guia ideal para melhorar seu saque no tênis, Smash matador: 5 Dicas para aprimorar o golpe no tênis, Organizar torneios: O Guia definitivo para esportes de raquete

Novak Djokovic pode chegar a ser o melhor da história?
5 (100%)

Compartilhe este post:

Comentários